9 Dicas Para Ter Relacionamentos Mais Duradouros – NÃO DEIXE DE LER!

9 dicas para ter relacionamentos mais duradouros

Manter uma relação, seja namoro ou casamento, não é tarefa fácil. Mas é possível, com algumas dicas, fugir das crises e construir um relacionamento duradouro e sólida. A psicóloga e especialista em análise comportamental, Camila Cury, diretora do Instituto Augusto Cury Cursos, diz que não há soluções mágicas e que é necessário apenas saber as habilidades corretas para educar a emoção e equipar o intelecto, conhecendo os papéis de cada um. “Brigar, gritar, impor ideias em excesso não reflete uma personalidade forte, como muitos pensam, mas, sim, frágil. Falar o que vem à mente, dizer sempre a verdade, nem sempre é a expressão de alguém maduro, mas, sim, de quem não tem autocontrole”, afirma.

9 dicas para ter relacionamentos mais du

Muitas pessoas sonham em encontrar um parceiro ideal, com quem mantenham um relacionamento prazeroso, estável e duradouro. Entretanto um namoro ou casamento bem-sucedido também exigem paciência: problemas acontecerão eventualmente e a continuidade do casal depende de atitudes de ambas as partes. Pensando nisso, a terapeuta e coach Erica Aidar listou as principais dicas para melhorar a vida a dois. Confira.

A gestão de diferentes personalidades, com interesses e gostos diferentes pode ser o alimento da discussão, ou não. Quando as discussões não são entendidas adequadamente, diferenças triviais de opinião podem tornar-se em verdadeiras batalhas, e provavelmente poderá afetar aquilo que levou meses ou anos a construir. Claro que existem formas de estar nas relações que são incompatíveis, podendo ambos beneficiarem da separação. No entanto grande parte das separações são desnecessárias, pois poderiam aprender a gerir a zanga ou a fúria e impedir a construção de um ciclo negativo de discussões. Estas quando acontecem, são causadoras de muita dor e desestabilização emocional. Encarando o parceiro de forma conscienciosa e com um desejo genuíno de entendimento, acredito que se consiga desenvolver a chave para o bem-estar da relação. conheça o programa relacionamento na prática CLICANDO AQUI.

1 – Não avalie o outro pelos seus erros: ‘A maioria das pessoas tem uma tendência a resumir o outro pelo erro, esquecendo-se dos acertos e pautando-se principalmente nas dificuldades. Entender que ninguém oferece ao outro o que não tem para dar e que as pessoas são mais importantes que os seus erros, pode contribuir muito na construção de relações saudáveis’, ensina.

2 – Diga o que incomoda

Esconder uma opinião sobre uma atitude do parceiro que causou incômodo só irá intensificar sua gravidade e real e poderá se tornar o estopim de uma grande discussão. Aqui a dica é abordar o assunto de forma tranquila e delicada.

3- Divida as tarefas

Ao longo dos anos, algumas tarefas domésticas podem ser deixadas na responsabilidade de apenas uma pessoa, o que pode gerar estresse e sobrecarga. Dividir os trabalhos chatos valoriza a presença de cada um dentro da relação e ainda deixa a atividade mais leve para os dois.

4 – Antes de criticar, faça um elogio:

‘Geralmente, as pessoas expõem o outro acreditando que o constrangimento é importante para gerar mudança, mas acontece o contrário, a pessoa exposta sente-se invadida emocionalmente e pode se fechar a qualquer iniciativa de reflexão e mudança. Elogiar em público e criticar no particular é a melhor técnica para produzir aprendizagem’, afirma.

5 – Converse sobre as pequenas coisas que incomodam

Evite guardar a sua opinião com relação às atitudes que lhe incomodam em seu parceiro. Coisas pequenas do dia a dia podem mais tarde ser o estopim para grandes desentendimentos.

A solução: se, por exemplo, você se incomoda com uma coisa simples como a toalha molhada sobre a cama, converse com ele a primeira vez que isso acontecer e exponha os seus motivos, sem deixar de ouvir os dele.

6 – Não fique guardando mágoas

Evite ressentimentos em relação a seu parceiro quando vocês se desentenderem. Pode ser que seu parceiro tenha feito ou dito algo que tenha lhe magoado, mas se você não perdoar completamente, esta mágoa pode interferir mais tarde no relacionamento.

A solução: conversem sobre isso e procurem uma solução que agrade a ambos. Tente falar sem confrontar ou parecer acusatório, e sim de um jeito que expresse como você se sente. De repente você pode descobrir que a intenção não era lhe ofender.

7 – Não deixe o ciúme estragar o relacionamento

Por mais difícil que possa parecer, procure controlar o excesso de ciúmes ou a desconfiança. Um ciúme leve e ponderado pode ser sadio para a relação, mas quando existe a necessidade de controlar o seu parceiro, ele se transforma em brigas que deixam ambos infelizes.

A solução: é importante que você reconheça que a raiz desse problema é a sua insegurança e, assim, procure evitar brigas desnecessárias.

8 – Não idealize o seu parceiro

Evite colocar excessivas expectativas no parceiro. Frequentemente, no início da relação, as pessoas esperam que os seus parceiros os coloquem como prioridade, que as surpreendam, as suportem, sejam sempre sorridentes e etc. Sem perceber, criam-se expectativas muito altas e se esquece de que ninguém é perfeito. Expectativas muito altas levam a desapontamento e frustração.

9 – Passe um tempo a sós com seu amor

Evite criar uma distância entre o casal. Este não é um problema só de que tem filhos, mas também de casais que trabalham excessivamente ou estão sempre viajando. Casais que não passam algum tempo sozinhos acabam criando um distanciamento entre si. Embora passar tempo em companhia dos filhos, amigos ou família seja bom, é importante reservar momentos a dois.